Ao todo, 18 cidades paraibanas tiveram suas contas bloqueadas para movimentações. O motivo é a falta de regularização das gestões municipais que não teriam feito a habilitação das contas de investimento e custeio da Saúde.

De acordo com a Confederação Nacional de Municípios (CNM), os municípios com pendências precisam habilitar as contas de custeio e de investimento junto ao Banco do Brasil. O objetivo é identificar os repasses já efetuados pelo governo federal e implementar as ações e os serviços de saúde vinculados a esses recursos. Os recursos já transferidos desde o início deste ano só serão movimentados após a regularização de cada cidade junto aos bancos.

Na Paraíba, além da cidade de João Pessoa, estão irregulares os municípios de Algodão de Jandaíra, Amparo, Assunção, Cajazeirinhas, Capim, Congo, Cuité, Curral de Cima, Fagundes, Imaculada, Juazeirinho, Junco do Seridó, Nazarezinho, Pedro Régis, Salgado de São Félix, Santa Helena e Triunfo.

Com informações e imagem do PBAgora

img advertisement
img advertisement
img advertisement