A Prefeitura Municipal do Congo está construindo uma adutora que levará águas provenientes da transposição do Rio São Francisco para três comunidades rurais do município; Santa Rita de Cima, Lagoa da Ilha, Riacho do Algodão de Baixo e Riacho do Algodão de Cima. A obra que está em pleno andamento garantirá segurança hídrica pra os moradores destas localidades, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Com a conclusão da obra, serão aproximadamente 10 km de extensão de rede de encanação levando água até as caixas de distribuição das comunidades e, consequentemente, até as torneiras das residências de mais de 100 famílias. O ponto de captação da água localiza-se no Sítio Santa Rita de Cima, por onde passam as águas da transposição, de onde será bombeada e conduzida através da rede de canos até chegar ao destino final, o Sítio Riacho do Algodão.

A comunidade de Lagoa da Ilha, principalmente, enfrenta períodos difíceis quanto ao acesso à água. Para quem vive lá, como também nas demais comunidades, esta obra será a redenção do local, uma vez que enquanto as águas do São Francisco estiverem percorrendo o Rio Paraíba, é certeza de população abastecida.

De acordo com informações das secretarias de Agricultura e Infraestrutura, parceiras na execução da obra, em breve a primeira etapa do projeto estará concluído. Júnior Quirino, prefeito do município, calcula que o investimento realizado para a execução da adutora ficará em torno de R$ 1000.000,00, tudo com recursos próprios da Prefeitura.

É bem difícil conseguir disponibilizar um montante tão significativo de recursos próprios da prefeitura em um período de dificuldade financeira como o que ainda estamos enfrentando. Porém, diante da urgência e relevância da obra, todo sacrifício é válido. Futuramente, pretendemos fazer um complementação a esta obra levando águas da transposição também para a comunidade do Carmo.”, afirmou o prefeito Júnior Quirino.

Com informações e imagem do ParaibaMix

img advertisement
img advertisement
img advertisement